¨Ide, pois, e ensinai¨


Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail

São João Paulo II em uma conversa com estudantes poloneses de um colégio para homens. O Santo Padre meditava sobre o encontro de Cristo com o jovem rico (Mateus 19; 16:22) e na ocasião alertou os jovens para três ¨tentações masculinas¨: arrogância, pouca vontade de dar, e espírito de conquista.

(…) Além disso, não podemos deixar as coisas do Reino de Deus para as mulheres, e a razão disso é que Cristo deu a instrução clara quando disse aos apóstolos: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações” (Mateus 28:19). Isso significa “Vá e ensine”, o que por sua vez significa que precisamos assumir a responsabilidade do Evangelho como Verdade! Em termos contemporâneos significa que, em concordância com nossas características específicas como homens, nós devemos assumir a responsabilidade pelo Evangelho como cosmovisão e ideia. Nos homens o intelecto possui uma certa supremacia sob o coração, e por isso Cristo confiou a responsabilidade do Evangelho enquanto ideia a eles. O Evangelho é vida e somos todos responsáveis por isso. Mulheres possuem um grande papel a exercer na Igreja e no catolicismo; entretanto, o Evangelho enquanto ideia é primariamente de responsabilidade masculina.

Cristo disse que deveríamos sair e ensinar. Meus queridos filhos, isso não diz respeito apenas a bispos e padres, mas a todos nós. Agora, quando vocês, como homens crescidos, ensinaram alguém? Ensinaram à alguma criança o catecismo? Ou começaram alguma discussão sobre algum tópico religioso com um colega? Vocês talvez sintam que tais questões são embaraçosas. (…)

Há uma certa tendência em ver a religião como assunto de mulheres e algo bastante inadequado para homens. Homens sempre se sentem mais à vontade no papel de Nicodemos. Vocês se lembram? Nicodemos foi o membro do Sinédrio que reconheceu Jesus, mas apenas em segredo. Não estou dizendo que ele naquele momento acreditou Nele; entretanto, ele O reconheceu e visitou-O a noite, nas horas em que ninguém podia vê-lo. Nós temos uma inclinação para essa atitude religiosa de Nicodemos, para o tipo de devoção caracterizada talvez apenas por um critério superficial, mas frequentemente também pelo medo do que os outros podem pensar.

Somos relutantes em nos comprometermos. Somos iguais aquele jovem homem, que estava decidido a pegar tudo o que pudesse de Cristo, em espírito de conquista, mas que foi embora quando isso demandou um comprometimento de si mesmo. (…)

Você provavelmente não discute questões religiosas ou mesmo pensa sobre elas. Quão superficial é você! Mas Cristo disse: “Vá e ensine”. Quando você é pai (como alguns de vocês já devem ser): “Vá e ensine”. Quando você se ajoelha com seu filho em oração: “Ensine!”

Você irá talvez questionar, como as pessoas costumam fazer, que esse não é um problema seu, que é um assunto para mulheres e que mulheres devem ensinar as crianças a rezarem. Talvez isso seja válido para as palavras da oração, mas certamente isso não se aplica a oração em si mesma e seu sentido religioso, certo?

“Vá e ensine”.

Meus filhos, nós devemos lembrar que homens possuem uma responsabilidade especial de peso em difundir o conceito do Evangelho. Responsabilidades para com o Evangelho foram deixadas aos montes para as mulheres, e nós devemos ter certeza que aqueles que estão crescendo agora reconheçam isso. Maridos geralmente dizem à suas esposas que está completamente nas mãos delas essas questões religiosas. Mas Cristo disse “Vá e ensine¨, e Ele estava falando com você!

Traduzido por Daniel Alves de Araújo


Sobre

Carioca, 24 anos, social media, redator e aspirante a congregado mariano. Em tudo: "Ite ad Ioseph"


'¨Ide, pois, e ensinai¨' possui 1 comentário

  1. 29 de fevereiro de 2016 @ 14:19 Daniel Neto

    Muito bom. Viva São João Paulo II!

    Responder


Gostaria de compartilhar seus pensamentos?

Seu endereço de email não será publicado.

"Um varão católico não pode esquecer esta ideia-mestra: imitar Jesus Cristo, em todos os ambientes, sem repelir ninguém."

Homem Catolico

Confortare et Esto Vir.