Ainda ecoa a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo… E quanto a nós: Quando iremos ressuscitar nossas virtudes?


Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail

Caminho 683: Vejo-te cavalheiro cristão(dizes que o és), beijando uma imagem, mascando entre

dentes uma oração vocal, clamando contra os que atacam a Igreja de Deus…, e até frequentando os

santos sacramentos. Mas não te vejo fazer um sacrifício, nem prescindir de certas conversas… mundanas

(podia, com razão, aplicar-lhes outro qualificativo), nem ser generoso com os inferiores… – nem

com a Igreja de Cristo! – nem suportar uma fraqueza do teu irmão, nem abater a tua soberba pelo

bem comum, nem desfazer-te do teu forte invólucro de egoísmo, nem… tantas coisas mais!

Vejo-te… Não te vejo… – E tu… dizes que és um cavalheiro cristão?

– Que pobre conceito fazes de Cristo!

Pois bem irmãos, passamos 40 dias de jejum e abstinência da quaresma, o tríduo Pascal, tudo por um objetivo: Mortificação e oração para viver melhor os mistérios de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ora, tais coisas melhoram e elevam nossas virtudes cristãs, sejam elas cardeais ou teologais. Nem todos os homens cristãos notam as diferenças em si após esses tempos litúrgicos ou ainda: até piorou, pelo simples fato de não ter vivenciado verdadeiramente tais tempos ou até por ser “acomodado”. Isso desde já, tem de ser visto como uma preocupação!

Nós, infelizmente, nesses tempos em que ser devasso, egoísta e  ter outros vícios malditos é “belo”, devemos nos vigiar para não ter esse péssimo hábito de seguir o modismo, sempre tentando melhorar-nos com oração, direção espiritual (vale lembrar da beleza e da ajuda que é ter um bom diretor espiritual) e mortificação, coisas que foram propostas no tempo da quaresma. (“Eis o tempo de conversão […]”) e no tríduo Pascal (“Vigiai e orai para não cairdes em tentação[…])

Irmãos, ainda hoje ecoa a memória da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ainda hoje, podemos nos converter e ressuscitar junto com Cristo as nossas virtudes Cristãs! Vamos além de São Tomé, que somente acreditou depois de ter visto Jesus com os própios olhos. Lembremos: “Bem aventurados aqueles que creem sem ter visto!”


Sobre

Apenas um jovem católico, procurando melhor servir aos outros com seus poucos e limitados talentos concedidos por Deus... 19 anos, morador de Ribeirão Pires/SP, paroquiano na São Judas Tadeu, santista, devoto de São João Paulo II, São Ricardo, São Norberto e São José. Enfim, um jovem feliz por dedicar a sua vida as coisas do alto!


'Ainda ecoa a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo… E quanto a nós: Quando iremos ressuscitar nossas virtudes?' possui 1 comentário

  1. 13 de abril de 2015 @ 14:36 Marcelo José dos Anjos

    Como são belas e bem acertadas estas palavras do Caminho 683! Não conhecia e realmente é muito certo tudo o que diz ali.
    Realmente, se depois do tempo da Quaresma não nos reeducarmos em nossas dificuldades e erros, e voltarmos a fazer tudo de novo e com mais intensidade ‘pra compensar o tempo perdido’, de nada teria valido o esforço. É tempo perdido.
    Hoje em dia é difícil ouvir alguém que abriu mão de alguma coisa por um bem maior. “Vou ficar um ano sem comer chocolate” por exemplo, é algo que ouço, mas não tenho certeza se depois desse tempo o esforço valeu a pena. Mas é algo que pelo menos ajuda na mortificação e no controle de si mesmo.

    Responder


Gostaria de compartilhar seus pensamentos?

Seu endereço de email não será publicado.

"Um varão católico não pode esquecer esta ideia-mestra: imitar Jesus Cristo, em todos os ambientes, sem repelir ninguém."

Homem Catolico

Confortare et Esto Vir.