Desfraldai no pendão da vitória o imortal CORAÇÃO DE JESUS.


Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail

holy heart of Jesus

“Eis aqui o coração que tanto amou os homens e pelos quais e tão mal correspondido”

 

Hoje, nesse dia 3 de junho, comemoramos a solenidade do Sacratíssimo Coração de JESUS. Tal festividade, deu origem no dia 27 de dezembro de 1673, quando o próprio Nosso Senhor Jesus Cristo apareceu a Santa Margarida Maria Alacoque mostrando-lhe seu Sagrado Coração cercado de espinhos e em chamas. Tal devoção encontrou no início uma grande dificuldade para ser propagada, pois a Igreja enfrentava uma grande heresia chamada jansenismo. Mesmo com tal dificuldade, ela conseguiu ser propagada, formar santos e ser estimula pelos santos padres Beato Pio IX, Leão XIII, Bento XV, Pio XI, Pio XII (no qual ainda faremos inúmeras menções dentro desse texto) e São João Paulo II.

Pio XII na encíclica “Haurietis Aquas” , diz que Inumeráveis são as riquezas celestiais que nas almas dos fiéis infunde o culto tributado ao sagrado coração, purificando-os, enchendo-os de consolações sobrenaturais, e excitando-os a alcançar toda sorte de virtudes.”. Tal devoção, sempre foi sustentáculo para os homens na luta contra os vícios e para a luta de ser uma alma fervorosa e santa. Nas tribulações e provações cotidianas, Nosso Senhor prometeu nos  consolar especialmente nesse momentos (vide promessa de nº 3) e dar forças para continuar a luta pela santidade, sempre sendo o nosso refúgio e nossa força tanto na vida, quanto na hora de nossa morte (vide promessa de nº4), Ele que é a força para libertação de nossos pecados. Pio XII continua: Convém observar que a libertação do homem, mediante a paixão de Cristo, foi conveniente tanto para a justiça como para a misericórdia do mesmo Cristo. Antes de tudo para a justiça, porque com a sua paixão Cristo satisfez pela culpa do gênero humano, e, por conseguinte, pela justiça de Cristo foi o homem libertado. E, em segundo lugar, para a misericórdia, porque, não sendo possível ao homem satisfazer pelo pecado, que manchava toda a natureza humana, deu-lhe Deus um reparador na pessoa de seu Filho. Ora, isto foi, da parte de Deus, um gesto de mais generosa misericórdia do que se ele houvesse perdoado os pecados sem exigir qualquer satisfação. Por isso está escrito: ‘Deus, que é rico em misericórdia, movido pelo excessivo amor com que nos amou quando estávamos mortos pelos pecados, deu-nos vida juntamente em Cristo'” (Ef 2, 4).

Sendo Nosso Senhor, com seu Sacratíssimo Coração, o libertador de nossa vida de pecados, nos entreguemos a Ele e O consagremos nossa vida, para que nos dê força para buscar as virtudes e nos livrar de nossos pecados, como lembra o hino do apostolado da oração:

“Não nascemos senão para a luta,
De batalha amplo campo é a terra.
É renhida e constante esta guerra,
É herança dos filhos de Adão”

Cor Jesu Sacratíssimum, miserere nobis. (3 x)


Sobre

Esse Post é uma republicação.


'Desfraldai no pendão da vitória o imortal CORAÇÃO DE JESUS.' possui 2 comentários

  1. 4 de junho de 2016 @ 07:41 Marisa

    É de uma sabedoria gigantesca para os dias de hoje e, para idade que tem! Sou grata por tê-lo como amigo e amigo espiritual. Deus o abençoe imensamente!!!!

    Responder

    • 27 de junho de 2016 @ 22:24 Vinícius Aleixo

      Muito obrigado, dona Marisa!
      Eu que sou grato por sua amizade, consideração e admiração! São forças para a manutenção desse apostolado. Me recomendo sempre as suas orações!
      Abraços e Salve Maria!

      Responder


Gostaria de compartilhar seus pensamentos?

Seu endereço de email não será publicado.

"Um varão católico não pode esquecer esta ideia-mestra: imitar Jesus Cristo, em todos os ambientes, sem repelir ninguém."

Homem Catolico

Confortare et Esto Vir.