Há Esperança!


Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail
Os boletins de várias agências de notícias parecem ter sido falsos mais uma vez. Por favor, continuem orando pelo Padre Tom e os outros. Tem sido uma montanha-russa de emoções para a Igreja.
 
Aden, Iémen, 28 de março de 2016 / 10:24 (CNA) .- Os boletins afirmando que um sacerdote sequestrado no Iêmen foi crucificado no fim de semana são provavelmente falsos e irresponsáveis, disse o bispo local à CNA nesta segunda-feira.
 
Vários blogs e meios de comunicação estão relatando que o Pe. Tom Uzhunnalil foi crucificado pelo ISIS na sexta-feira. No entanto, não houve nenhuma confirmação do evento por amigos, familiares ou da comunidade do Padre.
 
Os boletins iniciais basearam-se uma declaração do Cardeal Austríaco Christoph Schönborn de Viena supostamente feita durante a Vigília Pascal.
 
Em 4 de março, quatro homens armados atacaram uma casa de repouso das Missionárias da Caridade em Aden, Iêmen, matando 16 pessoas, incluindo quatro Irmãs Missionárias da Caridade. Pe. Uzhunnalil foi sequestrado pelo atirador durante os ataques, que pensa-se ter sido perpetrado por terroristas islâmicos, embora nenhum grupo específico reivindicou a responsabilidade pelo incidente.
 
Dom Paul Hinder da Arábia do Sul (uma região na Arábia Saudita, o país a norte do Iêmen, onde o Pe Uzhunnalil foi sequestrado), disse à CNA na segunda-feira que ele tem “fortes indícios de que o Padre Tom ainda está vivo nas mãos dos sequestradores “, mas não podia dar mais informações a fim de proteger a vida do padre. Dom Paul Hinder acrescentou que o cardeal Schönborn, desde então, corrigiu sua alegada declaração, que foi feita com base em uma declaração incorreta do Arcebispo Moras em Bangalore. “O cardeal Schönborn já corrigiu sua declaração que tinha feito com base na declaração errada do Arcebispo Moras em Bangalore. Certos meios de comunicação na Índia são muito nervoso e curiosos e não tomam ciência de que eles estão brincando com a vida de Pe Tom. Eu não posso dizer mais pela razão que eu dei na minha primeira frase (para proteger a vida do Padre Tom)”, disse Dom Paul Hinder à CNA.
 
Rumores de uma possível crucificação iminente espalharam-se na semana passada, com base em um e-mail não confirmado e foram desmentidos pela comunidade salesiana do Pe. Uzhunnalil como boato.
 
Não temos absolutamente nenhuma informação sobre o Pe. Uzhunnalil”, disse o padre Mathew Valarkot, porta-voz da província dos salesianos de Bangalore a que o sacerdote seqüestrado pertence. Seus comentários foram relatados na semana passada tanto pela ANS, a agência de notícias salesiana, quanto pela UCA News, uma fonte de notícias católica independente na Ásia.

Sobre

Seminarista na Arquidiocese de Diamantina - MG 27 anos.


'Há Esperança!' sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de compartilhar seus pensamentos?

Seu endereço de email não será publicado.

"Um varão católico não pode esquecer esta ideia-mestra: imitar Jesus Cristo, em todos os ambientes, sem repelir ninguém."

Homem Catolico

Confortare et Esto Vir.