“Sorriso de Deus”


Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail

Sorriso de Deus, assim é chamado o Santo que celebramos hoje, um autêntico Homem Católico.

Pensem em um servo desprovido de si e desprendido de todo amor egocêntrico. Era conhecido como o “homem que não se dava importância”, pois só lhe importava o Senhor. Pensem em um servo entregue a mais sublime alegria de amar a Deus no irmão, de tocar a Deus no próximo e de contemplar as tribulações com uma Confiança capaz de lhe fazer dirigir-se ao Senhor, nas maiores aflições, com esta oração: “Basta, Senhor, basta! Suspendei a  torrente de vossas  consolações,  porque não tenho forças para receber  tantas delícias”.

Era assim que este Homem de Deus se declarava preenchido de Esperança no Pai Onipotente, apesar de toda e qualquer dificuldade e perseguição, e em sua vida, não foram poucas.

Escreveu uma vez que “o Espírito de Deus só habitava nos corações puros e simples” e por isso buscava inculcar em todos a sua volta esse espírito de pureza e simplicidade, para que nem ele e nem aqueles os quais Deus tinha confiado a seus cuidados pudessem perder de suas almas este Doce Hóspede.

Repetiu inúmeras vezes que “amor e alegria” deveria ser o tema de todo aquele que ama e espera em Deus.

Os que puderam desfrutar da benção de conviver com são Filipe afirmavam que “através de seus lábios, seu rosto e olhos brilhantes, era Deus quem sorria aos homens”.

Este devoto apaixonado da Virgem Maria, não se cansava de suplicar a intercessão da Mãe, pois tinha vergonha de seus pecados e desejava intensamente unir-se mais e mais a Deus, exclamando: “Quebra as minhas cadeias, se me queres possuir e vem até mim Senhor.”

Não se satisfazia em entregar metade do seu tempo, uma boa parte de seu coração, muito de sua vida, pois queria que tudo, simplesmente tudo, toda a vida, tudo que ele e que cada homem fizesse e pensasse, se convertesse em oração agradável ao coração de Deus, tendo escrito certa vez que “para rezar bem, requer-se o homem inteiro”.

Uma das máximas preferidas de São Filipe exprime-o com toda clareza: “Quem quer alguma coisa diferente de Cristo, não sabe o que quer. Quem busca alguma coisa diferente de Cristo, não sabe o que deseja. Quem trabalha e não o faz por Cristo, não sabe o que faz”.

São Filipe Néri, rogai por nós, porque precisamos manter longe de nossas vidas, o pecado e a tristeza, porque assim como tu, nós também Preferimos o PARAÍSO!

Texto: Dr.ª Anamaria de Souza

P.S.: Primeiro texto do site redigido por uma mulher! Deo Gratias! 


Sobre

Seminarista na Arquidiocese de Diamantina - MG 27 anos.


'“Sorriso de Deus”' sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Gostaria de compartilhar seus pensamentos?

Seu endereço de email não será publicado.

"Um varão católico não pode esquecer esta ideia-mestra: imitar Jesus Cristo, em todos os ambientes, sem repelir ninguém."

Homem Catolico

Confortare et Esto Vir.